Deu Coronel na chapa de Rui. Otto ganhou, Lídice perdeu

Rui e seu candidato Coronel. (Foto divulgação)

Nem nas redes sociais, como se chegou a cogitar, nem entrevista coletiva. Rui Costa preferiu a assessoria de imprensa para oficializar o que todos já sabiam. A chapa com a qual irá às urnas terá ele na cabeça, João Leão como vice, e Jaques Wagner e Angelo Coronel ao Senado.
A senadora Lídice da Mata também já sabia. Tanto que nem ela e nem ninguém do PSB foi ontem à reunião do Conselho Político, que durou toda a tarde, em Ondina, quando Rui confirmou Coronel.
Em suma, prevaleceu a força do senador Otto Alencar, sintetizou o experiente jornalista político baiano, Levi Vasconcelos, em seu blog no bahia.ba
Pré-campanha
No encontro de ontem, ficou bastante claro que 2018 será diferente de todas as eleições anteriores, a começar pelo dinheiro curto. A estratégia para inaugurar os tempos de vacas magras é fazer campanha sempre em conjunto.
Aliás, antes do início da campanha, o quarteto governamental da chapa vai percorrer os principais polos regionais da Bahia para discutir orçamento participativo. É uma pré-campanha, embora digam que não.
Lídice na Câmara?
Lídice da Mata esperou até Rui Costa anunciar que ela estava fora da chapa sem admitir, publicamente, outra alternativa eleitoral senão o Senado. E depois, esperneou, dizendo que Rui cometeu um erro. Mas domingo, antes de reunir o partido para discutir o destino, ela já pedia votos a aliados do PSB do interior para deputada federal.
Nesse caso, o PSB entraria no chapão governista com três candidatos a federal fortes, Lídice, Marcelo Nilo e Bebeto Galvão (talvez).
Na chapa de Rui, ficou em aberto a suplência ao Senado de Wagner. Vai esperar para ver se o PSB quer.
Em Cachoeira
Lídice foi ontem a Cachoeira, onde o governo baiano é instalado sempre no dia seguinte ao São João, em homenagem a heroica iniciativa da cidade em favor da independência do Brasil.
Jaques Wagner, que instituiu a data, sempre foi lá. Rui Costa nunca foi.
Ontem, houve quem lembrasse que Wagner baixou o decreto por iniciativa de Lídice, que é cachoeirana. Ou seja, até na parte solene ele também está sobrando.

Comentários

Ir ao topo da página