Enquanto isso, Wesley permanece no escritório do grupo

Enquanto isso, Wesley permanece no escritório do grupo
Joesley Batista (Foto: Reprodução)

Em meio ao turbilhão em que se envolveu, nem mesmo o luxuoso apartamento que mantém na Quinta Avenida, em Nova York, foi suficientemente confortável para o Joesley Batista, um dos donos da JBS Friboi. As notícias mais recentes são de um sumiço do magnata, que teria ficado somente três dias na cidade americana. De acordo com a Painel da Folha, os interlocutores da família, rebatem a versão de que os irmãos estariam bem e se divertindo em NY.

O sumiço de Joesley teria sido incentivado e orientado pelas autoridades. Ele não teria informado o seu novo paradeiro nem aos seus chegados. Tudo para evitar interceptações, mesmo as telefônicas. Na delação em que se envolveu, ele citou autoridades dos três poderes – e até membros da milícia – e com isso, potencializou uma crise política no Brasil. Ele alega que passou a sofrer ameaças de morte.

Quanto ao irmão discreto, o Wesley, pouco se tem dito. Mas a família nega que ele tenha deixado o Brasil desde a homologação da delação. Segundo informações, ele mantém seus expedientes no escritório do grupo.  Sobre o avanço da delação, diz-se que um grupo formado por cerca de 15 profissionais, fará a perícia do material para análise da conversa entre o empresário e o presidente Michel Temer (PMDB).

Comentários

Ir ao topo da página