Presidente do PSB quer Haddad para substituir Lula

Presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou que há “vários interessados” em contar com o apoio da legenda nas eleições de 2018, depois que Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), desistiu de disputar o Planalto. Siqueira colocou o partido mais próximo de uma aliança à esquerda, com o PT ou o PDT, e disse não haver “clima favorável” para apoiar a ex-senadora Marina Silva, que concorreu em 2014 pelo PSB e hoje está na Rede.

“Nunca dissemos sim ou não para ela, mas estranhamos o fato de o partido dela ter rompido, há pouco menos de dois meses, com dois governadores do PSB, do Distrito Federal e de Pernambuco. O governador da Paraíba ela nunca apoiou. É estranho ela querer apoio e romper com governos do PSB”, afirmou.
O socialista reiterou que a prioridade da legenda será aumentar suas bancadas no Legislativo e dar força às candidaturas aos governos estaduais. Para Carlos Siqueira, qualquer posição do PSB estará associada a “reciprocidade” nessas disputas regionais. “Vamos conversar e ver se esses apoios de fato se concretizam. Não é possível ficar apenas na palavra. É necessário que façam ações concretas em torno das soluções estaduais. Não é possível que o apoio seja unilateral”.

Comentários

Ir ao topo da página