O político mais popular no facebook é um baiano

O deputado Lázaro é o campeão no facebook

São mais de 8,5 milhões de curtidas na página até esta segunda-feira, 21 de maio – à frente de nomes conhecidos da política nacional, como o deputado federal Jair Bolsonaro, com 5,3 milhões de fãs, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 3,4 milhões de curtidas, menos da metade do que tem o deputado baiano. O “campeão” é deputado federal Irmão Lázaro, do PSC baiano, o político brasileiro mais popular na rede social no país.

Com passagem pelo Olodum e cantor evangélico desde 2000, Irmão Lázaro é muito mais conhecido pela trajetória artística do que pelo desempenho como parlamentar. Filiado ao PSC desde 2014, foi eleito para sua primeira legislatura na Câmara dos Deputados no mesmo ano, com 161 mil votos, o terceiro mais votado do estado. No Congresso, não emplacou projetos de lei de sua autoria, e sua principal realização, afirma, foi o envio de cerca de 15 milhões de reais em emendas parlamentares para prefeituras baianas.

A que o político mais popular no Facebook brasileiro atribui a dianteira na rede social? Justamente ao fato de não tratar diretamente de política. A página de Irmão Lázaro é uma mistura de mensagens bíblicas, fotos e vídeos dos próprios shows. Um dos usos principais, também, é para divulgar suas apresentações, especialmente as realizadas em cidades no interior – ajuda, também, a vender ingresso.

“Meu Face não é político”, disse o deputado ao repórter Victor Uchoa da revista Piauí, no encontro no saguão do aeroporto da capital baiana, quando chegava de Brasília. “A política anda sem credibilidade, as pessoas entram na página dos políticos pra brigar, é uma gritaria. Outro dia entrei na página do [senador] Magno Malta e tinha xingamento que eu nem conhecia. Eu uso o Face para levantar minhas bandeiras, que são a defesa da família e das escrituras sagradas, e essa é minha forma de dar meu recado político”, afirmou Lázaro, que é pastor da Igreja Batista Lírio dos Vales, em Salvador, e inaugura em três meses sua própria igreja, em Feira de Santana, onde mora.

Lázaro contou que é ele mesmo quem faz a gestão da página e um de seus desafios é driblar o algoritmo da rede. “O Facebook é terrível. Eles querem nos forçar a pagar pelo impulso. Tem 8 milhões, mas as postagens chegam pra pouca gente. Eu não pago. Vou testando, mudo os dias das postagens pra ele não ter meu perfil já definido. Só pago pelo impulso quando vou fazer show em cidades pequenas, aí faço uma postagem direcionada para aquela região, para as pessoas irem.”

A popularidade na rede e nos palcos levaram seu nome a ser considerado para uma candidatura ao Senado, em uma campanha ao lado do ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo, do DEM, pré-candidato ao governo estadual. “Já me coloquei à disposição. Sei que posso ganhar muitos votos na rede, as pessoas me acompanham e ficam conhecendo a minha história.”
O deputado Irmão Lázaro tem mais de 8 milhões de seguidores desde antes de março de 2015 – quando houve uma mudança na coleta de dados do Facebook com a ferramenta CrowdTangle, o que impede a análise da evolução de curtidas na página dele. Voltando aos primeiros posts de Lázaro, nota-se que sua popularidade no começo era pequena. Em 2011, na primeira postagem do seu perfil, foram apenas seis likes. Já neste ano, um de seus posts populares, no Dia das Mães (“Uma mulher quando resolve ser mãe, o amor de Deus está no coração dela”, diz o deputado, no vídeo), chegou a 84 mil interações. Como se deu essa escalada de popularidade?
Lázaro afirmou nunca ter recorrido a métodos como compra de seguidores ou uso de robôs. Para além da dica de evitar tratar de política, ele arrisca uma explicação. “Eu já tinha muita gente no Orkut. Quando criei o Face, veio todo mundo e foi crescendo. Eu faço shows pelo Brasil todo pra 15, 20 mil pessoas. Muita gente segue.”

Ele diz ter contado com a ajuda de um “entendido” em mídias sociais – o seu cunhado, Aldinei Silva. Em 2012, quando Irmão Lázaro lançou o álbum Quem Era Eu, Silva deu-se conta de que havia muitos perfis falsos do artista. Com apoio da Sony Music, realizou um processo com o Facebook para eliminar os fakes e receber os seguidores daqueles perfis. “A gente tinha umas 10 mil curtidas. Com a migração, fomos pra uns 300 mil. Depois disso, foi tudo orgânico”, afirmou Silva.

Líder em popularidade, Irmão Lázaro fica atrás em outros índices da rede. De março de 2015 até 15 de maio deste ano, contou 24,3 milhões de interações dos internautas em seu perfil, entre curtidas (ou outra reação), comentários e compartilhamentos. Muito menos do que seus concorrentes. Bolsonaro, por exemplo, somou cinco vezes mais interações (118,43 milhões). Já o vereador Adilson Barros conta 234,4 milhões de interações em seu perfil. Lázaro usa menos a rede do que os concorrentes – nos últimos três anos, fez cerca de 1 mil postagens, enquanto Bolsonaro publicou 2,6 mil vezes e Barroso 6,8 mil.

O mau desempenho no engajamento na comparação com os principais concorrentes faz de Lázaro um candidato a perder em breve o posto de político mais popular na rede. O vereador Barroso, em crescimento constante desde janeiro de 2016, está em vias de ultrapassá-lo. O deputado afirma não ligar. “Uma coisa que não vou fazer é pagar por curtida. Preferia ter 1 milhão de seguidores se minhas postagens chegassem a todos eles, do que ter 8 milhões e depender do Facebook exibir pra poucas pessoas. E não entro em disputa para ter mais ou menos seguidores, essas coisas são para alimentar a vaidade.”
(Conteúdo revista Piauí)

Comentários

Jutahy: nome do concorrente de Rui sai até sexta (26)

O deputado federal Jutahy Magalhães Jr (PSDB) garante que até sexta (26) sai o nome do candidato das oposições.

Matheus Morais, bem informado repórter político do bahia.ba falou e disse: A candidatura única da oposição ao governo do estado é mesmo um caminho sem volta. O anúncio de quem enfrentará o governador Rui Costa (PT) nas eleições de outubro – ou José Ronaldo (DEM) ou João Gualberto (PSDB) – deve ser feito no máximo até essa sexta-feira (25), segundo o deputado federal e pré-candidato ao Senado, Jutahy Magalhães (PSDB).
Segundo o portal, na manhã desta segunda-feira (21), o tucano afirmou que as conversas estão bem encaminhadas. “Até sexta, no máximo, eles farão o anúncio. Zé Ronaldo e João Gualberto estão conversando muito, chegarão a um acordo, tranquilamente”, enfatizou, sem revelar quem será o escolhido pela oposição.

Contudo, interlocutores ouvidos pelo bahia.ba garantem que João Gualberto vai mesmo abrir mão da candidatura – posição defendida pela maioria dos deputados oposicionistas – e voltará a tentar a reeleição para deputado federal, apoiando José Ronaldo, que já anda fazendo campanha em alta voltagem pelo interior do estado.

Comentários

Empresário diz ser dono dos R$51 milhões achados no bunker e atribuídos a Geddel

Empresário diz ser dono desses R$51 milhões achados pela PF em apartamento

Quem está com a razão? Vamos aos fatos mais recentes: segundo o jornal Correio, em nota publicada na coluna política Satélite, o empresário baiano Carmerino Conceição de Souza reclamou a propriedade dos R$ 51 milhões achados em um bunker pela Polícia Federal (PF) e que foi atribuído ao ex-ministro Geddel Vieira Lima. De acordo com o jornal, ele realizou ligações diárias para o escritório do advogado de Geddel, Gamil Foppel, alegando ser o verdadeiro dono do dinheiro.
Além das chamadas por telefone o empresário também enviou e-mails ao advogado para declarar a posse dos valores apreendidos no ano passado, durante Operação Tesouro Perdido, um dos desdobramentos da Operação Lava Jato. O episódio consta na petição encaminhada na terça-feira (15) ao superintendente da PF na Bahia, Daniel Justo Madruga. Nela, o criminalista detalha os contatos feitos pelo empresário de “forma insistente”.
Na petição, o advogado informa que havia orientado todos os seus funcionários a direcionar o empresário à PF, para que ele declarasse a posse dos R$ 51 milhões. “Mesmo após essa advertência, o referido senhor tem insistido em buscar contato com este peticionário (e demais advogados de seu escritório), passando a proferir expressas ameaças”, salienta.

Comentários

Cacá Leão: PP só deixa Maia com Wagner candidato

Cacá Leão: PP baiano só deixa Maia se Wagner sair candidato à Presidência

Em entrevista ao jornalista Matheus Morais, repórter do portal bahia.ba, o deputado federal Cacá Leão (PP) deixou claro que o único fato que abalaria a coligação PP e DEM, em torno da candidatura do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, seria uma possível entrada de Jaques Wagner no pleito presidencial em substituição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Cada vez mais empolgado com a união entre DEM e PP para a disputa da Presidência da República em torno da candidatura Rodrigo Maia, Cacá Leão disse que uma eleição sem Lula e Wagner é diferente, tem outro panorama. “A única coisa que faria a gente mudar o caminho seria se Wagner entrasse no lugar de Lula, mas ele já demonstrou que não quer. Ele vai ser nosso candidato ao Senado”, afirmou.

Na oportunidade, ainda reforçou o apoio do PP à candidatura de Maia. “Dos partidos de centro, a candidatura de Maia é a única que pode unir o Brasil. Ele já tem demonstrado isso à frente da presidência da Câmara, ele é respeitado por todos os partidos, tem se colocado como um nome importante. Não adianta ter radicalismo de esquerda ou de direita, eu defendo com unhas e dentes a candidatura de Rodrigo”, salientou o deputado pepista.

Comentários

Geddel e Lúcio viram réus no caso do ap com R$51 milhões

Geddel e Lúcio, réus pelo ap com R$51 milhões

Por unanimidade, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) tornou na tarde desta terça-feira, 08, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, e seu irmão, o deputado Lúcio Vieira Lima (MDB-BA), réus no caso do bunker de R$51 milhões encontrado em Salvador.
Também pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa se tornaram réus a mãe dos políticos, Marluce Vieira Lima, o ex-assessor parlamentar, Job Ribeiro Brandão, e o empresário Luiz Fernando Machado da Costa Filho. Os ministros, por unanimidade, rejeitaram a denúncia contra o o ex-diretor da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Pedreira Ferraz, que era acusado por lavagem de dinheiro.
Por 5 a 0, os ministros também decidiram manter a prisão do emedebista. Geddel está preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, depois que veio à tona o episódio do bunker deR$51 milhões, encontrado em Salvador. Para o relator do caso, ministro Edson Fachin, o episódio do bunker apontou que há indícios suficientes que sugerem o risco de reiteração criminosa e afronta à ordem pública por parte de Geddel.
A Segunda Turma é formada pelos ministros Edson Fachin, relator do caso, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Os ministros entenderam que, até o momento, há indícios suficientes para que as investigações sejam continuadas pela instauração de uma ação penal. “Compreendo como evidenciada a justa causa para abertura da ação penal”, disse o ministro Fachin.

Comentários

Eunápolis: UPA e Policlínica
devem funcionar no 2° semestre

Rodrigo Kuada, secretário de Saúde de Eunápolis

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Eunápolis, localizada no bairro Rosa Neto, deve começar a funcionar no segundo semestre deste ano, segundo declaração do novo secretário de Saúde do município, Rodrigo Kuada, nesta terça-feira, 8/05. Segundo ele o prazo foi decidido pelo prefeito Robério Oliveira, depois de uma reunião com a equipe responsável pela obra.
O secretário informou ainda que todos os equipamentos da UPA estão armazenados no almoxarifado, ainda nas caixas, e que a unidade passará por uma rápida reforma para funcionar com a qualidade que a população espera e merece.
Rodrigo Kuada disse que o funcionamento da UPA será gradativo no início. “O objetivo é fazer a unidade absorver grande parte dos casos de urgência e emergência, desafogando o Hospital Regional, que ficará com casos de média e alta complexidade”. O secretário adiantou que a obra da Policlínica Regional também tem previsão para ser entregue no mesmo período.

Comentários

Justiça Federal bloqueia bens dos prefeitos de Teixeira de Freitas e Mucuri

Temóteo Brito e Carlos Simões

O juiz federal substituto da Vara Federal Cível e Criminal de Teixeira de Freitas, Felipo Lívio Lemos Luz, determinou a indisponibilidade dos bens dos prefeitos de Teixeira de Freitas, Temóteo Alves de Brito, e de Mucuri, José Carlos Simões, até o limite de R$ 1.981.270,20.

A decisão acontece após ação civil pública por ato de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal (MPF). O pedido do órgão baseia-se na “malversação de recursos públicos federais repassados pela União ao Município de Mucuri no ano de 2017, por meio de complementação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF), causando prejuízo na ordem de R$ 2.305.635,10”.

A decisão da Justiça se estende aos servidores da cidade de Mucuri, Lucia Aparecida dos Santos de Almeida e Newton César Silva Melgaço, ao engenheiro Leonardo Zupeli Fernandes, e também ao arquiteto Leonardo Zupeli Fernandes, além de Javson Santos Góes, e a NH Empreendimentos e Incorporações Ltda – EPP, que pertence ao prefeito de Teixeira de Freitas.

Em sua decisão, o juiz relata que no dia 20 de março do ano passado, a prefeitura de Mucuri “instaurou um processo administrativo com objeto de realizar a desapropriação de área para construção de escola municipal de ensino fundamental, contendo 12 salas de aula e uma quadra de esportes, no distrito de Itabatã, cujo modelo e padrão deveria ser de acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE)”.

No entanto, de ação com relato do MPF à Justiça, a “expropriação ocorreu sem qualquer embasamento técnico ou jurídico quanto à área de escolha, em afronta aos princípios basilares da Administração Pública, tendo os réus causado lesão ao erário, mediante perda patrimonial e desvio de bens, porquanto a desapropriação ocorreu em área muito superior àquela necessária para a finalidade do ato”.

À Justiça, o MPF requereu cautelarmente que fosse suspenso “imediatamente o trâmite do procedimento licitatório”, que o Município de Mucuri se abstenha de realizar qualquer atividade em terreno no Loteamento Cidade Nova, até decisão final da presente ação de improbidade administrativa, sob pena de multa diária. Além disso, pediu a indisponibilidade de bens dos réus. Segundo a Justiça, o prejuízo causado ao erário está na esfera de R$ 6.916.905,30.

Além da indisponibilidade dos bens do envolvidos, o juiz também determinou a suspensão do processo licitatório.

(Com informações da Justiça Federal, e agências)

Comentários

Moro vem a Salvador falar sobre os 4 anos da Lava Jato

Divulgação.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, estará em Salvador em agosto para participar da terceira edição do Simpósio Nacional de Combate à Corrupção.

Moro dará uma palestra sobre os 4 anos da Lava Jato. As inscrições serão abertas no dia 10 de maio através do site da ADPF-BA (Associação Nacional dos Delegacia de Polícia Federal).

O juiz federal também receberá na ocasião a Medalha Tiradentes, a mais alta condecoração concedida pela ADPF. A homenagem foi aprovada por unanimidade pelo Conselho de Diretores da ADPF

Além de Moro, outras palestras serão dadas por nomes como o do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Rogerio Schietti, o professor de Harvard, Marcos Nóbrega, o delegado da Polícia Federal, Jorge Pontes, o repórter da TV Globo, Vladimir Neto, a professora de Direito Constitucional, Nathalia Masson, e o promotor de Justiça de São Paulo, Rogério Sanches

(Conteúdo bahia.ba)

Comentários

Sobrou pra Lídice: chapa governista é Rui, Leão, Wagner e Coronel.  Só falta o anúncio oficial

Foto: reprodução.

Apesar da reação da senadora Lídice da Mata, exigindo seu lugar na chapa ao Senado, nos círculos governistas dá-se como líquido e certo que a chapa de Rui Costa para encarar as urnas de outubro está pronta, só falta o anúncio oficial. Sem surpresas: é Rui governador, João Leão vice, Jaques Wagner e Angelo Coronel para o Senado.

Quem garante essa composição é o experiente jornalista Levi Vasconcelos, colunista político do jornal A Tarde e diretor de jornalismo do portal bahia.ba. Até as convenções partidárias, em junho, Rui pretende reunir o Conselho Político da sua base duas vezes, uma para um encontro informal, outra para destrinchar programa de governo e afins, além de anunciar a chapa.

Não entregou os pontos

A senadora Lídice da Mata (PSB) e seus aliados ainda não entregaram os pontos. Argumentam que a chapa carece de uma tinta mais à esquerda, com a vantagem da pretendente principal, ser mulher, mas entre os governistas se diz que a esquerda já está contemplada com a presença do próprio Rui, além de Wagner.

Todos dizem que Lídice merece respeito do grupo, mas esbarra numa questão elementar: falta de vagas. Se sobrar, ela é a preferencial.

Já entre os deputados, avalia-se que a saída de ACM Neto do processo a linha de corte (votação mínima) para eleger um deputado estadual caiu, na banda governista, de 46 mil para 36 mil votos. Como diz o deputado Nelson Leal (PP):

— Neto deu 10 mil votos de presente a cada deputado.

Cada um por si

Isso porque, com a saída de Neto, a revoada de prefeitos da oposição para o governo é grande. E em eleição de deputado prefeito é fundamental. É o que mede o prestígio deles.

Comentários

Baianos estão entre os 30 piores deputados do Brasil

Luiz Caetano (PT)

Quatro dos trinta piores deputados da Câmara são baianos. Os dados foram levantados pelo jornal Correio, a partir do site Ranking dos Políticos, que apontou o quadro desfavorável. A lista leva em conta critérios como assiduidade, gastos com cota parlamentar, quantidade de processos judiciais a que responde, entre outros.

O deputado Luiz Caetano (PT), é o baiano com a pior cotação, ocupando a 505ª posição nacional de 513 deputados. Além dele, Afonso Florence (PT), no  490º lugar, Waldernor Pereira (PT), no 489º lugar e  Daniel Almeida (PCdoB), na 487ª posição, aparecem na parte mais baixa da lista.

O melhor cotado é deputado federal João Gualberto (PSDB), que ocupa a 29ª posição nacional. Em segundo vem José Rocha (PR), no 75º lugar nacional. Jutahy Junior (PSDB), Paulo Azi (DEM) e Benito Gama (PTB) completam a lista dos cinco melhores da Bahia.

Já entre os senadores, Otto Alencar (PSD) é o melhor posicionado na 21ª posição entre os 83 senadores. Roberto Muniz (PP) aparece na 50ª posição, enquanto Lídice da Mata (PSB) figura no 74º lugar.

Por: Bahia.ba

Comentários

Ir ao topo da página