Marina Silva é acusada de "furar fila" em Salvador

Foto Luana Oliveira (G1)

A candidata da Rede à Presidência da República, Marina Silva, envolveu-se em uma confusão em visita a Salvador, nesta segunda-feira, 10/09, após correligionários e agentes da Polícia Federal tentarem furar a fila para embarcar no Plano Inclinado Liberdade/Calçada, bonde que liga o bairro mais negro da capital baiana, berço do bloco afro Ilê Aiyê, à região da Cidade Baixa.
A atitude provocou reclamações de pessoas que esperavam na fila para se locomover na cidade. Os cidadãos começaram a gritar em direção à comitiva da presidenciável da Rede, que seguia para um vagão especial reservado para seu grupo político, segundo coordenadores do partido na Bahia, por questões de segurança.
Quando percebeu a confusão, a candidata à Presidência da República criticou auxiliares que a cercavam, como a ex-deputada Heloísa Helena e a candidata da Rede ao governo da Bahia, Célia Sacramento. “Eu disse que eu não queria fazer isso”, disse ela, irritada. Na sequência, dirigiu-se às pessoas que esperavam na fila para pedir desculpas pela situação.
Momentos antes, preocupada com as reações, Marina já havia perguntado a auxiliares se a comitiva estava passando na frente das pessoas que esperavam na fila, mas recebeu uma negativa e seguiu adiante, guiada por agentes da PF. Após perceber a gafe, a presidenciável retornou ao final da fila e embarcou no Plano Inclinado ao lado dos eleitores, conversando e tirando fotos com eles.

Três agentes da Polícia Federal visitaram na manhã e tarde do domingo (9), o roteiro de campanha que a presidenciável da Rede faz em Salvador nesta segunda-feira. Eles foram acompanhados de dirigentes da Rede da Bahia, que receberam orientação de evitar locais com aglomeração de pessoas.
De acordo com aliados de Marina, a segurança da presidenciável não foi alterada após o atentado contra o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na quinta-feira (6/9), em Juiz de Fora (MG).
A única alteração foi a supressão de agenda no bairro de Canabrava, periferia da capital baiana. Segundo a coordenadora da Rede na Bahia, Iaraci Dias, a mudança não teve relação com questões de segurança, mas com o horário do voo de Marina. Todos esses locais, além do Hotel Sheraton, onde a presidenciável de Rede está hospedada, foram inspecionados pelos agentes da PF. O trabalho durou boa parte do domingo, entre 10h e 17h.
*Conteúdo Estadão – Yuri Silva

Comentários

Wagner pode ir de Alckmin no segundo turno

Em entrevista ao programa Linha de Frente, do Aratu Online, O ex-governador e candidato ao Senado Jaques Wagner (PT) disse que acredita que “é possível” que o PT apoie o candidato do PSDB à presidência Geraldo Alckmin em um eventual segundo turno contra Jair Bolsonaro (PSL), ainda que considere que o resultado seja ‘pouco provável’.
“Claro que é possível. No primeiro turno você escolhe o que você acha melhor. No segundo turno, você escolhe aquele que é menos ruim. Essa que é a realidade. Se tiver cenário que eu acho pouco provável, quase impossível, de Alckmin e Bolsonaro. Sem dúvida nenhuma, acho que tem muita mais racionalidade essa candidatura que a outra. Eu não vou apostar o caos”, disse.
Segundo o portal bahia.ba ele também disse que não iria fazer “o que o PSDB fez ao perder a eleição em 2014”. “Ficou o tempo todo questionando a eleição, apostando na pauta bomba, ajudando Eduardo Cunha a dificultar a vida da Dilma. Eu acho mesquinharia sacrificar nossa gente por conta de disputa eleitoral”, afirmou.

Comentários

TRE proíbe uso de imagem de Lula em propaganda petista

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) julgou como procedente, nesta terça-feira (4/9), o pedido movido pela coligação “Por uma Bahia melhor” do candidato ao governo José Ronaldo (DEM), proibindo o grupo do governador Rui Costa (PT) utilizar a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante a propaganda eleitoral na Bahia.

A decisão se sustenta na indefinição da candidatura do petista pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) (veja aqui). A Justiça ainda fixou multa diária de R$ 5 mil para cada dia de descumprimento da decisão. Além da imagem de Lula, os candidatos baianos também não poderão fazer qualquer menção na sua propaganda na televisão, em bloco, ao ex-presidente.

Atualmente, os candidatos a deputados da coligação petista, usam uma foto de Lula e do vice na chapa, Fernando Haddad, nas suas propagandas.

Comentários

Números para cálculos eleitorais: metade da população da Bahia mora em apenas 35 municípios. O levantamento é do IBGE

"Povo baiano" da artista plástica Carmen Penido

Metade da população da Bahia está concentrada em apenas 35 das 417 cidades do estado. Essa é a análise feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que foi divulgada nesta quarta-feira (29). De acordo com o IBGE a Bahia é um estado com forte concentração populacional em poucos municípios e uma grande maioria de cidades muito pequenas, com menos de 20 mil moradores cada uma.
O estudo mostra que 50,4% da população estimada para o estado em 2018, ou 7.470.167 dos 14.812.617 baianos, se concentra em apenas 35 municípios (8,4% dos 417 existentes). E 1 em cada 5 pessoas (23,4% da população ou cerca de 3,6 milhões de baianos) vive nas duas maiores cidades: Salvador e Feira de Santana, as únicas com mais de 500 mil habitantes.

Por outro lado, somando a população estimada em 2018 para metade dos municípios da Bahia (209 dos 417), tem-se apenas 15,9% dos habitantes do estado, o equivalente a 2.352.989 pessoas. Além disso, quase 6 em cada 10 cidades baianas (59,0% ou 246 das 417) têm menos de 20 mil moradores cada uma.
Entre 2017 e 2018, não houve nenhuma mudança no ranking de municípios baianos por população. Os cinco mais populosos continuam sendo Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Camaçari e Juazeiro. Por outro lado, Catolândia (3.555 pessoas), Lafaiete Coutinho (3.757), Lajedinho (3.808), Lajedão (3.934) e Dom Macedo Costa (4.050 pessoas) seguem como as cinco menores cidade do estado.

Apesar de revisões para baixo em 2018, Bahia e Salvador se mantêm em 4º lugar nos rankings nacionais de população por estado e município
Com a revisão da Projeção de População realizada em 2018, e divulgada em 25 de julho pelo IBGE, a estimativa de população para a Bahia, neste ano, foi ajustada para baixo e ficou em 14.812.617 pessoas. Esse total foi 3,5% menor que a estimativa de 2017, que havia sido de 15.344.447 habitantes (menos 531.830 pessoas).
A revisão do cálculo para baixo ocorreu em consequência, sobretudo, de uma redução no componente natalidade, uma vez que o número de nascimentos registrados no estado, entre 2000 e 2016, foi menor do que previa a projeção anterior, de 2013.
Ainda assim, em 2018, a Bahia continua a ter a quarta maior população entre as unidades da Federação, abaixo apenas de São Paulo (45.538.936 pessoas), Minas Gerais (21.040.662 habitantes) e Rio de Janeiro (17.159.960 pessoas).
A revisão para baixo na projeção da população da Bahia para 2018 repercutiu nas estimativas populacionais de todos os municípios do estado, inclusive Salvador. A capital teve sua população estimada em 2.857.329 pessoas neste ano, 3,3% menor que a de 2017 (que havia sido de 2.953.986 pessoas).
Apesar disso, Salvador também se manteve como a quarta maior cidade do país, em termos populacionais, embora tenha aumentado sua distância em relação à terceira colocada, Brasília (com 2.974.703 moradores estimados em 2018) e reduzido em relação a Fortaleza, quinta colocada (com 2.643.247 pessoas).
Dos 417 municípios baianos, apenas Luís Eduardo Magalhães, no Oeste do estado, não teve sua população reduzida entre 2017 e 2018: passando de 83.557 habitantes para 84.753, o que equivale a um aumento de 1,43% (mais 1.196 pessoas). Todos os demais sofreram ajustes para se adequar ao novo patamar populacional do estado. Com informações do Correio da Bahia e do IBGE

Comentários

Rui Costa em Teixeira e Eunápolis nesta sexta

O pré-candidato ao Governo da Bahia pelo PT, Rui Costa, realiza a plenária territorial do Programa de Governo Participativo (PGP) em duas cidades do Extremo Sul do estado nesta sexta-feira (27). A primeira reunião do dia será em Teixeira de Freitas, às 9h, no Cenarium Eventos, no bairro Monte Castelo. Em seguida, Rui vai para Eunápolis de ônibus, onde se encontra com a militância às 17h no Hotel Portal de Eunápolis, no bairro Pequi.

Essas serão as duas primeiras cidades visitadas pelo governador neste fim de semana. Junto com os também pré-candidatos a vice-governador, João Leão, e a senador, Jaques Wagner e Angelo Coronel, Rui vai a Itabuna e Santo Antônio de Jesus neste sábado, e Feira de Santana no domingo. Outras 11 cidades do interior já receberam a Caravana pela Bahia, iniciada no dia 7 de julho.

“Meu objetivo em Teixeira e Eunápolis é estimular a população dessa importante região do estado a fazer propostas que irão integrar nosso programa de Governo. O povo sabe o que é melhor para si, e estou buscando o diálogo direto com os baianos para saber o que eles querem para o nosso futuro”, afirmou o governador Rui Costa nesta quinta-feira (26). Na noite de hoje, a plenária será em Salvador, às 19h. No dia 3 de agosto, Rui conclui em Barreiras.

Confira os locais das plenárias desta semana:

QUINTA, DIA 26
– Salvador, às 19h, no Clube Wet’n Wild, na avenida Paralela
Território de identidade: Salvador.

SEXTA, DIA 27
– Teixeira de Freitas, às 9h, no Cenarium Eventos, na avenida das Nações, 301, bairro Monte Castelo.
Território de identidade: Extremo Sul.

– Eunápolis, às 17h, no Hotel Portal de Eunápolis, rua Alcides Gobira Lacerda, nº 565, bairro Pequi.
Território de identidade: Costa do Descobrimento.

SÁBADO, DIA 28
– Itabuna, às 10h, no Clube AABB, rua da Espanha, s/n, bairro São Judas Tadeu.
Território de identidade: Litoral Sul.

– Santo Antônio de Jesus, às 17h, no espaço de eventos localizado na Av. Roberto Santos, Centro. Ponto de Referência: Depois do Posto BR, ao lado da MULTICAR. Em frente à FIAT Reconvel.

DOMINGO, DIA 29
– Feira de Santana, às 9h, no Zila’s Cerimonial, na rua do Xingu, nº 555, Capuchinhos.
Territórios de identidade: Portal do Sertão, Sisal e Bacia do Jacuípe.

Comentários

Irmão Lázaro e/ou Jutahy. DEM pede ajuda a Alckmin

SALVADOR – Lideranças do DEM da Bahia, incluindo o pré-candidato do partido ao governo do Estado, José Ronaldo, têm telefonado para o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, pedindo ajuda para resolver o impasse que emperra a formação da chapa oposicionista que tentará desbancar o governador Rui Costa ( PT), que tentará se reeleger ao cargo nas eleições de 2018.
Segundo o repórter Yuri Siva, de O Estado de S.Paulo, na Bahia, o PSDB não só apoia a postulação de José Ronaldo, como ainda indicou um dos pré-candidatos ao Senado da composição, o deputado federal Jutahy Magalhães Jr. Reside justamente nessa aliança, contudo, o principal entrave para a finalização da composição.
Considerado “candidato prioritário” do grupo político, Jutahy tem protagonizado uma batalha contra a presença do deputado federal e também postulante ao cargo de senador, Irmão Lázaro (PSC), na chapa.
O espólio de votos de Lázaro, ligado à igreja Assembleia de Deus e terceiro deputado mais votado da Bahia em 2014, é cobiçada pelo DEM. No entanto, tê-lo na composição é visto pela cúpula do tucanato baiano como um risco ao pré-candidato do PSDB ao Senado. Eles temem que Jutahy acabe sendo engolido pelos votos “fiéis” de Lázaro, que aparece em segundo lugar em

pesquisas internas, atrás apenas do ex-governador e ex-ministro Jaques Wagner (PT), que tentará se eleger senador na chapa encabeçada por Rui Costa.
Os telefonemas para Geraldo Alckmin, segundo apurou o Estado, são considerados os últimos recursos do DEM para resolver o impasse, que se arrasta a menos de duas semanas da convenção estadual do partido, marcada para 3 de agosto. Além de José Ronaldo, o prefeito de Salvador e presidente nacional do DEM, ACM Neto, também conversou com o ex-governador de São Paulo pedindo auxílio.
Segundo um interlocutor de ACM Neto, o apoio dado pelo DEM ao presidenciável do tucano – juntamente com os outros partidos do Centrão – pode ajudar na situação, mas não é garantia de nada. José Ronaldo e ACM Neto esperam, porém, que Alckmin “ajude a resolver” a insatisfação de Jutahy, “convencendo ele a ceder”, nas palavras de um dirigente.
Presidente estadual do PSDB, o deputado federal João Gualberto rejeita a hipótese. Ele afirmou que o plano nacional não influencia no local, já que o apoio do DEM a Alckmin na corrida presidencial aconteceu a reboque das outras legendas que compõem o Centrão – e não por iniciativa própria. “Não acho que existirá alguma interferência, pelo que tenho conversado internamente no partido”, disse.

Comentários

Deu Coronel na chapa de Rui. Otto ganhou, Lídice perdeu

Rui e seu candidato Coronel. (Foto divulgação)

Nem nas redes sociais, como se chegou a cogitar, nem entrevista coletiva. Rui Costa preferiu a assessoria de imprensa para oficializar o que todos já sabiam. A chapa com a qual irá às urnas terá ele na cabeça, João Leão como vice, e Jaques Wagner e Angelo Coronel ao Senado.
A senadora Lídice da Mata também já sabia. Tanto que nem ela e nem ninguém do PSB foi ontem à reunião do Conselho Político, que durou toda a tarde, em Ondina, quando Rui confirmou Coronel.
Em suma, prevaleceu a força do senador Otto Alencar, sintetizou o experiente jornalista político baiano, Levi Vasconcelos, em seu blog no bahia.ba
Pré-campanha
No encontro de ontem, ficou bastante claro que 2018 será diferente de todas as eleições anteriores, a começar pelo dinheiro curto. A estratégia para inaugurar os tempos de vacas magras é fazer campanha sempre em conjunto.
Aliás, antes do início da campanha, o quarteto governamental da chapa vai percorrer os principais polos regionais da Bahia para discutir orçamento participativo. É uma pré-campanha, embora digam que não.
Lídice na Câmara?
Lídice da Mata esperou até Rui Costa anunciar que ela estava fora da chapa sem admitir, publicamente, outra alternativa eleitoral senão o Senado. E depois, esperneou, dizendo que Rui cometeu um erro. Mas domingo, antes de reunir o partido para discutir o destino, ela já pedia votos a aliados do PSB do interior para deputada federal.
Nesse caso, o PSB entraria no chapão governista com três candidatos a federal fortes, Lídice, Marcelo Nilo e Bebeto Galvão (talvez).
Na chapa de Rui, ficou em aberto a suplência ao Senado de Wagner. Vai esperar para ver se o PSB quer.
Em Cachoeira
Lídice foi ontem a Cachoeira, onde o governo baiano é instalado sempre no dia seguinte ao São João, em homenagem a heroica iniciativa da cidade em favor da independência do Brasil.
Jaques Wagner, que instituiu a data, sempre foi lá. Rui Costa nunca foi.
Ontem, houve quem lembrasse que Wagner baixou o decreto por iniciativa de Lídice, que é cachoeirana. Ou seja, até na parte solene ele também está sobrando.

Comentários

Apaga-se uma luz da dignidade: morre Waldir Pires

O ex-governador da Bahia, Waldir Pires, morreu na manhã desta sexta-feira (22), no Hospital da Bahia em Salvador, após parada cardiorrespiratória. Pires tinha 91 anos.
O político, que era filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT), deu entrada na unidade na noite quinta-feira (21), com quadro de pneumonia. Conforme a assessoria do hospital, ele não respondeu às manobras de reanimação e veio a óbito.
Baiano, Waldir Pires nasceu na cidade de Acajutiba. Ele era formado em Direito e liderou o Movimento Antinazista.
Além de governador (1987-1989), Pires foi ministro da Previdência Social (1985-1986), deputado federal (1990-1994/1999-2003) e vereador (2013-2016).
No ano de 2008, Pires foi condecorado com o título de Cidadão Benemérito da Liberdade e da Justiça Social João Mangabeira, que é concedido a brasileiros dedicados às causas nobres, humanas e sociais.
A biografia do político, escrita por Emiliano José, foi lançada no dia 14 de junho, em Salvador. (Informações G1 e agências).

Comentários

Em nota, PSB pede ‘Justiça e lógica’ a Rui Costa

Em comunicado à Imprensa, intitulada “Questão de justiça e lógica”, a Executiva Estadual do PSB bateu pé firme e defendeu a candidatura de Lídice da Mata ao Senado na chapa majoritária do governador Rui Costa (PT), que tentará reeleição.
O partido diz que, através do diretório municipal e da executiva estadual, se reuniu com a militância e com deputados na quarta (6) e quinta-feira (7), para reafirmar o apoio ao petista, ao ex-governador Jaques Wagner, já confirmado para disputar a vaga ao Senado, e a Lídice.
Na nota o PSB diz que “a reafirmação dá-se em função do amplo apoio que a candidatura à reeleição da senadora Lídice da Mata vem recebendo de setores da sociedade, entre os quais se destacam lideranças das universidades, da cultura, dos movimentos sociais, dos militantes e lideranças dos movimentos negros, centrais sindicais, movimento de mulheres e LGBT, de profissionais liberais, movimentos populares ligados às associações de bairros, parlamentares de diversos partidos, além, é claro, do expressivo apoio de nomes como a senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, dos senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Roberto Requião (MDB-PR), Humberto Costa (PT-PE), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e João Capiberibe (PSB-AP), dentre outros”.
O comunicado destaca ainda a pesquisa em que a senadora pontuou com 26%. “Em função disso, o PSB reafirma sua convicção na justeza e na lógica eleitoral da presença da senadora Lídice da Mata, como representatividade das mulheres e força política eleitoral na chapa majoritária capitaneada pelo governador Rui Costa”, afirma.
A nota é divulgada pelo PSB depois de críticas públicas feitas por lideranças, como o secretário geral do PSB baiano, Domingos Leonelli, e o ex-secretário do governo petista Vivaldo Mendonça.
Rui Costa, em conversa com a imprensa, na quinta-feira-feira (07/06), disse recebia com naturalidade as opiniões do partido: “Faz parte da disputa política”. Já Lídice disse que conversará sobre chapa quando o governador achar “conveniente”. (Com informações do bahia.ba

Comentários

Geddel não aceita perícia nos seus remédios

O ex-ministro Geddel Vieira Lima recusou-se a atender a uma determinação da Justiça Federal, que ordenou uma vigilância em sua cela, no Complexo da Papuda, após ser verificado um excesso de remédios no local, em abril deste ano.
Segundo o portal G1, na última terça-feira (05/06), a juíza Leila Cury mandou apurar “situação fática envolvendo o preso provisório Geddel Quadros Vieira Lima, o qual teria ingerido vários medicamentos e, por isso, estaria se portando de maneira estranha”.
De acordo com a magistrada, a vigilância da prisão encontrou na cela do ex-ministro diversos medicamentos, como Nexium 40mg (65 comprimidos); Diazepam 5mg (8 comprimidos); Valium 10mg (4 comprimidos); Hermitartarato de Zolpidem 10 mg (2 comprimidos); Lexapro 10 mg (46 comprimidos); Lexapro 20mg (18 comprimidos); Cewin 500mg (13 comprimidos); Oxalato de escitalopram 20mg (29 comprimidos); Carbamazepina 200mg (10 comprimidos); Tylenol (04 comprimidos); Iboprufeno (07 comprimidos); 01 pomada Trafic e 01 receituário médico.
A juíza determinou, então, instauração de “procedimento destinado a apurar as circunstâncias em que os medicamentos chegaram às mãos do encarcerado”, além do encaminhamento de Geddel ao IML para exame pericial.
O emedebista, porém, recusou-se a ser submetido a perícia, por “determinação” de seu advogado.

Comentários

Ir ao topo da página