Após Ordem de Prisão expedida pelo juiz Sérgio Moro, Lula se entrega

A prisão de Lula era fato preanunciado, já existia expectativa social de quando isso iria de fato acontecer, aconteceu e Lula está preso.

Sua prisão desperta diversos questionamentos, tais como:

  • O mérito da sentença de Moro
  • A quem interessa Lula preso
  • Qual impacto social da prisão de Lula
  • O que ainda pode acontecer

No que diz respeito ao mérito da sentença de Moro, é necessário analisar com imparcialidade a existência de circunstâncias espúrias entre empreiteiras e o poder público, que cooperam entre si, com a máxima maquiavélica de que os fins justificam os meios, frase escrita no Livro O Príncipe, o qual reflete o comportamento dos líderes do Estado que objetivam  manter a governança.

No caso concreto de Lula e o tríplex é fato o interesse do ex presidente pelo o apartamento, principalmente oferecido nas condições do seu antigo companheiro Leo Pinheiro, dono da empreiteira OAS, interesse pessoal e contratos públicos são objetivos divergentes daqueles que  interessam por gerir o orçamento público, mas também é fato que apenas despertar interesse de obter o apartamento, não é crime, ou seja além das circunstâncias e das expectativas, é necessário provas que materializam qual crime ocorreu, quando ele ocorreu, onde e em quais condições, sem essas respostas objetivas, faltam requisitos  de prova, cai na subjetividade sua condenação.

A prisão de Lula é interesse de diversos grupos sociais, principalmente os que representam o capital financeiro, pois é entendimento de ambos os lados que as operações financeiras, lucros e dividendos serão taxadas pelo estado, ou seja, aqueles que ganham dinheiro apenas pela renda, ações, dólares, vão precisar produzir, investir o dinheiro e contratar funcionários pois a lucratividade dos rentistas e banqueiros já não serão as mesmas, abrindo espaço para o crescimento do capital produtivo.

Quando apontam a mídia também como interessado pela prisão de Lula, o fato é que os interessados são os contratantes dessas mídias, empresários, representantes do capital financeiro, banqueiros ou mesmo os concessionários de rádio e televisão que temem uma regulação financeira desse sistema altamente lucrativo.

O impacto social da prisão de Lula é uma caixa de pandora, pois o encarceramento do ex presidente tem o poder de despertar o ânimo e o coração dos brasileiros, também do exterior, seja para acolher o Lula ou crucificar este. Os próximos dias serão importante para o campo da esquerda e do Partido dos Trabalhadores, terão a dura missão de partir para o enfrentamento, mostrar a força, a capacidade de argumentação e resistência, será nas ruas, no diálogo com a sociedade que é possível informar, ouvir e manifestar.

O fato é, a prisão de LULA muda o jogo eleitoral, o Partido dos Trabalhadores vai precisar abrir canais de diálogos, talvez até abdicar de uma candidatura própria, assunto este que enfrenta muita resistência em alas do Partido. Apoiar um candidato de outro partido, estando o PT com Lula em primeiro lugar nas pesquisas não é algo fácil de abdicar, mas é consenso que Lula terá dificuldade em registrar sua candidatura para concorrer a presidente.

Diante do impasse da prisão de Lula e da dificuldade do registro de sua candidatura, abre um vazio político, muitos ficam órfão do seu maior líder político e com isso surge espaço para outras candidaturas e é sobre esse espaço que iremos analisar adiante.

Comentários

Ir ao topo da página