Aplicativo para compartilhar carros já funciona em SP

Com nome oriental, um currículo e tanto e, boa dose de empreendedorismo, a brasileira Tamy Lin, 38 anos, fundou o aplicativo de compartilhamento de veículos Moobie, em São Paulo. Para usufruir, o cliente precisa se registrar na plataforma, enviar foto da CNH e requerer o aluguel do veículo. Quem quer alugar o carro deve seguir um caminho parecido.

As diárias ficam entre R$ 70 e R$ 200, mais R$ 35 de seguro. A transação acontece de pessoa para pessoa. Tudo pelo celular. Essa é a primeira experiência do tipo no Brasil.

Tamy teve o primeiro contato com o modelo de economia compartilhada quando foi cursar MBA em negócios na Universidade de Kellog, em Chicago. De volta ao seu país natal, a ex-estagiária do Google e ex-diretora da Smiles, teve acesso à uma pesquisa indicando que os carros passam 90% do tempo parados. Assim veio a ideia.

No início, a StarUp se manteve em sigilo, e Tamy, escolhendo talentos. Depois vieram os investidores-anjo. Sem revelar valores, ela conta que a empresa ganhou fôlego para até três anos. Hoje, a Moobie conta com um time de 11 pessoas.

Comentários

Ir ao topo da página