Alunos invadem Câmara em protesto. Ondes estão as carteiras das escolas de Teixeira?

“Queremos carteiras, queremos carteiras, queremos carteiras”. Um grupo de estudantes, da Escola Gilberto Cardoso, da rede municipal de ensino de Teixeira de Freitas fez muito barulho na Câmara Municipal na manhã desta quarta-feira, 14. Estava sendo realizada mais uma sessão ordinária dos vereadores, quando as crianças e adolescentes invadiram o espaço requerendo o direito deles de se sentar para assistir aula, eles também pediram por ventiladores.
Alguns populares que acompanhavam o trabalho do legislativo chegaram a ficar assustados por alguns segundos, mas assim que entenderam a razão da manifestação, passaram a apoiar os alunos, que estavam uniformizados, com mochilas, cartazes e apitos. Alguns, um pouco mais exaltados, xingaram os políticos. A reivindicação ficou registrada em vídeos feitos em celular, pelos próprios estudantes.
A falta de carteiras na Escola Gilberto Cardoso aumenta a, já visível, crise na educação municipal. Na semana passada, a Escola João Mendonça enviou bilhetes aos pais avisando de um rodízio de carteiras. Nele, turmas eram dispensadas para que outras pudessem ter onde se sentar. O caso do João Mendonça levou pais a se organizarem em protesto. Já a matéria divulgada no Extremus21 que contou o caso, reverberou na coluna Tempo Presente do Jornal A Tarde e portal Bahia.ba. Diante da repercussão, a Secretaria de Educação se manifestou.
Por meio da assessoria de comunicação, a Secretaria de Educação disse que as carteiras já estavam sendo feitas quando houve o rodízio e logo depois, foram entregues no João Mendonça. Diante disso, o grupo de pais declinou do protesto. Pelo visto, o marceneiro da Prefeitura ainda terá muito trabalho até que confeccione todas as carteiras necessárias.

Confira o vídeo a seguir:

Comentários

Ir ao topo da página