Caminhada marcará início das ações pela paz na 7ª cidade mais violenta do país

Unidos pela paz. Sociedade teixeirense planeja ações de combate aos diversos tipos de violência. O evento simbólico, que marcará o início das atividades, será uma caminhada, que pretende reunir milhares de pessoas pelas ruas do Centro da cidade, no dia 24 de março, sábado, pela manhã, momento em que o comércio costuma estar movimentado. A data escolhida é estratégica, para que o evento tenha um impacto ainda maior.

A reunião que definiu os detalhes da “Caminhada pela Paz” foi convocada por Dom Jailton, Bispo recém empossado na Diocese Teixeira de Freitas/Caravelas. O salão da Paróquia São Pedro ficou lotado na tarde desta terça-feira, 27.

“Caminhada pela Paz” foi convocada por Dom Jailton, Bispo recém empossado na Diocese Teixeira de Freitas/Caravelas.

Apesar de ter sido iniciado na Igreja Católica, o objetivo comum deu para a iniciativa traços ecumênicos e interdisciplinares. Líderes religiosos, militares, magistrados, políticos e muitos representantes da sociedade civil abraçaram a causa. “Essa é uma ótima oportunidade para tratarmos também da violência simbólica, aquela que não se vê, mas que é a que mais oprime”, apontou o Oseias Santos, pastor da Primeira Igreja Batista de Teixeira de Freitas.

Em votação, ficou decidido que o tema da Caminhada pela Paz será “Diga não à violência. Abrace a Paz”. A concentração será na Praça do Rondelli e a chegada na Praça da Bíblia. Depois, outras atividades serão planejadas e postas em prática, assegurando que o evento não tenha um fim em si mesmo e leve resultados práticos para os moradores da cidade. “Precisamos que o movimento alcance a periferia”, pontuou o juiz Roney Moreira.

Sem representantes

Em três momentos da reunião, Dom Jailton perguntou pelos representantes da Prefeitura. Em todas as chamadas, o silêncio foi a resposta. O vereador Marcílio Goulart (PT) representou a Câmara Municipal.

Caminhada pela Paz será “Diga não à violência. Abrace a Paz”.

Cidade violenta

Segundo o Atlas da Violência 2017, Teixeira de Freitas é a 7ª cidade mais violentas do Brasil. Lauro de Freitas, Simões Filho, Teixeira de Freitas e Porto Seguro apresentam as maiores taxas de homicídios do estado, contabilizando as taxas de assassinatos e mortes violentas com causa indeterminada (MVCI), a cada 100 mil habitantes.

Os dados foram produzidos pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e levam em consideração o período entre 2005 e 2015. No atlas, uma lista com os 30 municípios mais violentos do país considera apenas as mortes que aconteceram em 2015.

Galeria de fotos

Comentários

Ir ao topo da página