Matéria repercute, pais se mobilizam e acaba o rodízio de carteiras

O caso do rodízio de carteiras na Escola Municipal João Mendonça de Teixeira de Freitas, repercutiu do interior para a capital. Publicado, primeiramente, no Extremus21, o assunto reverberou na coluna Tempo Presente do jornal A Tarde, assinada por Levi Vasconcelos, que por sua vez, é diretor de jornalismo do Portal Bahia.ba, onde mais uma vez, a informação ecoou. Além do rodízio, a matéria trouxe a denúncia da falta de professores no CETEP, instituição do ensino médio técnico do Estado.

Coluna Tempo Presente em 09 de março

Ao mesmo tempo, em Teixeira de Freitas, um grupo de pais, liderados por Silvanio Alves de Oliveira, se organizou para dar início a uma manifestação em frente a Secretaria Municipal de Educação. Depois do barulho, as carteiras chegaram às salas de aula e o rodízio findou. De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação da cidade, as carteiras já estavam sendo fabricadas e já havia a determinação de que fossem entregues na Escola, mesmo antes do movimento.

Enquanto isso, o CETEP de Teixeira de Freitas continua dispensando os estudantes por causa dos professores não contratados ou faltosos.

Comentários

Ir ao topo da página