Sem atravessadores: programa aproxima supermercados e agricultores

Agricultores familiares e supermercadistas de Teixeira de Freitas estão prestes a deixar para trás a figura do atravessador. Na prática, isso representa melhores condições de negociação entre as partes, valorização do produtor familiar e ainda, economia para o consumidor. Essa expectativa foi lançada durante reunião na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, na tarde de terça-feira, 18.

A ideia já é motivo de comemoração para os envolvidos, como Margareth Chaves, que a mais de 24 anos é gerente do Supermercado Rondelli, e ainda assim se surpreendeu com a novidade. Ela foi para a reunião, onde estavam representadas 29 Associações de Agricultores, achando que encontraria propostas requentadas, mas em vez disso, se emocionou “com a quantidade e qualidade dos associados e associações”. Ela aposta que com essa iniciativa “a produção de hortifruti da região vai crescer”.

Assim como a Margareth, que representa o comércio final dos produtos, o presidente da Associação da Comunidade São Sebastião de Hortaliças e Legumes, Vanuilson José, está se sentindo incentivado, porque “com a chance de valorização, os agricultores não ficam limitados a atravessadores”.

A parte técnica do Programa será desenvolvida pela Polímata Soluções Ambientais, que na reunião foi representada pela engenheira agrônoma Jeily Viviane Ribeiro. A empresa terá a função de levar ensinamentos para melhores ações, gestão de produção e comercialização dos produtos, buscando mercado e orientando os agricultores a plantarem sem agrotóxicos.

A Fibria tem a missão de ser a interlocutora entre os produtores rurais. Narcisio Luiz Loss, que trabalha na área há 33 anos, sendo seis deles dedicados à sustentabilidade, traz na bagagem a experiência e a história da Fibria, que na Bahia, iniciou esse trabalho em 2011, com oito associações e hoje já soma 33 mil e 100 famílias beneficiadas.

O anfitrião da reunião foi o secretário Flávio Guimarães, que tinha a missão de apresentar para os supermercados a qualidade dos produtos da agricultura familiar e com isso, sensibilizá-los a priorizar essa forma de negócio. Considerando a fala da Margareth, que já se programou para participar da Feira de Agricultores em apoio e incentivo aos produtores, o secretário foi bem sucedido.

Comentários

Ir ao topo da página