Baianos que apoiam Alckmin jogaram a toalha

Parte dos oposicionistas baianos que têm mandato e disputam a reeleição jogaram a toalha sobre Geraldo Alckmin. Quem avisa é o bem informado jornalista político Levi Vasconcelos.
Segundo matéria publicada no portal bahia.ba “eles dizem que concentram esforços nas suas próprias eleições, se não ampliam os riscos de perder. Ou seja, é tempo de Murici…”
Conforme a última pesquisa do Ibope, na Bahia ele caiu de 6% para 5%, junto com Marina, enquanto Fernando Haddad subiu de 33% para 39%, Bolsonaro de 14% para 17% e Ciro de 9% para 10%.
Aliás, o fraco desempenho incomoda especialmente os tucanos baianos. O partido que tem hoje como deputados federais Jutahy Júnior, João Gualberto e Antonio Imbassahy, corre o risco de encolher, só eleger dois.
Tem cinco estaduais e a pretensão de eleger quatro. Carlos Geilson, Augusto Castro, Marcel Moraes, Davi Rios tentam se reeleger, com os vereadores em Salvador Tiago Correia e Paulo Câmara correndo por fora.

Comentários

Ir ao topo da página