Santo x Botafogo: páreo duro para ver quem sucede Temer

Santos x Botafogo: páreo duro para ver quem sucede Temer
Geraldo Alckmin e Rodrigo Maia (Foto: Reprodução)

Enquanto Temer mexe com seus pauzinhos para se manter no cargo, propondo mais acordos com partidos da base aliada, jogando com a desmoralização das gravações e conversas de advogado para advogado com ministros do Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral, uma batalha pelo seu lugar, via eleição indireta está na mesa do jogo.

De um lado o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o mais PSDB dos peessedebistas, do outro o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o democrata mais peemedebista do que os fundadores do PMDB. O primeiro é estimulado por outros governadores, pode ter apoio do PSB (saindo assume o socialista Márcio França) e não precisa deixar o Governo para entrar na disputa.

Já o segundo, larga tecnicamente na frente. Num afastamento do Temer ele assume a Presidência por 30 dias para convocar as eleições indiretas, tem simpatia por setores da esquerda e já tem nome para vice: Aldo Rebelo do PCdoB. Maia é genro de Moreira Franco e é visto como o plano B do grupo do Temer e terá um mês para usar a máquina a serviço de sua permanência no cargo.

Até aí tudo bem. Resta saber como vai ficar a situação dos dois, citados em delações da Lava Jato. Um conhecido por Santo, outro por Botafogo nas listas da Odebrecht.

Comentários

Ir ao topo da página