Anúncio
INVESTIGAÇÃO

Lava Jato investiga morte de delator na Bahia

Um dos inquéritos que apuram o assassinato foi arquivado no segundo semestre do ano passado porque um outro procedimento já investigava a morte

06/01/2020 15h20
Por: Redação
Fonte: METRO1

A força-tarefa da Lava Jato investiga o assassinato do empresário José Roberto Soares Vieira, de 47 anos. Ele foi morto com nove tiros, em Cadeia, depois de ajudar os investigadores da operação a rastrear pagamentos de propina ao ex-gerente da Petrobras José Antonio de Jesus, de quem foi sócio.

Segundo a Época, em depoimento em novembro de 2017, José Roberto contou à Polícia Federal que se desentendeu com seu sócio porque ele usava a empresa em que eram sócios para receber pagamentos de terceiros, inclusive de subsidiárias da Petrobras, sem que os serviços fossem prestados.

Um dos inquéritos que apuram o assassinato foi arquivado no segundo semestre do ano passado porque um outro procedimento já investigava a morte. O objetivo é saber se a morte é retaliação à sua colaboração com as investigações da Lava Jato. Na época do crime, o então juiz Sergio Moro chegou a cobrar publicamente investigações para elucidar o homicídio.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.