PET
ELEIÇÕES 2020

Em 2020, quem será o protagonista nas eleições em Teixeira de Freitas?

A corrida pela cadeira do executivo já começou na cidade

Bastidores da Política

Bastidores da PolíticaTudo sobre política.

20/07/2019 10h42Atualizado há 3 meses
Por: Redação
Fonte: MBL TEXEIRA DE FREITAS

Teixeira de Freitas é realmente uma cidade que se difere das demais em sua região, distante 800 quilômetros da capital, a cidade é referência no agronegócio, comércio e um grande polo educacional, com instituições privadas e públicas, sendo um campus Estadual e outro Federal, além de um instituto profissionalizante. É também umas das mais importantes do interior do Estado em representatividade, carinhosamente chamada de capital do extremo sul, com uma população que se aproxima dos 160 mil habitantes e com um eleitorado de 104.948 habilitados, segundo dados do TSE.

 

 

Diante dessa importância, as movimentações políticas para a próxima disputa eleitoral já começaram a despertar interesses de grupos políticos e de outros setores da cidade. Na mesma direção estão os eleitores, que já começam à questionar as opções para os cargos de prefeito e vice, além de analisarem o atual legislativo municipal.

Alguns nomes já estão trabalhando para consolidar seus grupos e projetos, isso porque os grandes caciques partidários estão de olho nessas articulações em Teixeira de Freitas, por ser um município em potencial para suas reeleições e fortalecimentos de suas legendas.

Temóteo Brito

Especulam na cidade que a sua candidatura ainda não esteja totalmente definida. Alguns grupos apostam em seu desgaste diante da administração do município, acreditando que será impossível uma reviravolta em sua popularidade e algumas obras importantes, como a duplicação do trecho da BA-290, do governo do Estado, estão paradas mostrando falta de articulação política. Alguns vereadores de oposição também vêm fazendo um discurso duro, criticando áreas importantes como desemprego,  a qualidade dos serviços da saúde e da educação, que estava recentemente em greve.

Já para os aliados do prefeito a recuperação e o fortalecimento para uma reeleição é uma tarefa que será executada com êxito. Eles apostam na retomada dos asfaltamentos prometidos pelo gestor, da entrega do hospital infantil e hemodiálise, da retomada da obra na BA-290 em parceira com o Governo do Estado, da requalificação da estrutura de saúde no município, além dos equipamentos para a educação, como no caso das creches, por exemplo. Segundo os aliados, o prefeito também está buscando atrair empresas para geração de emprego e renda, que ajudaria bastante num crescimento de prestígio por parte do eleitorado.

Aliados ainda dizem que Temóteo poderá esperar cautelosamente a configuração da sua popularidade que, sendo negativa, poderá vir a apoiar alguém alinhado ao seu governo.

Caio Checon

Caio vem se destacando por ter disputado as últimas duas eleições, uma municipal, para o executivo e outra ao legislativo Federal. Seu protagonismo começou em 2016 quando conseguiu construir as possibilidades com sua única legenda (Solidariedade), formando um grupo de candidatos ao legislativo e conquistando apoiadores no limite do prazo. Caio terminou as eleições em quarto lugar, obtendo 8.795 votos, levando dois nomes para o legislativo, o professor Valci Vieira e Jonathan Molar. Já as eleições de 2018 serviram para Caio consolidar o seu espaço e atrair apoio para o próximo pleito, saindo do processo eleitoral daquele ano com quase 16 mil votos.

Os adversários de Caio no entanto acreditam numa queda natural, levando em consideração a formação do seu grupo, que pode tirar dele o selo de uma política nova, levantada pelo próprio. Alguns observam com cuidado a possível aproximação com grupos desacreditados no cenário municipal, além de uma possível aliança com figuras políticas já experimentadas em vários processos e cenários. Caio nega que esteja fazendo acordos nesse momento político, considerando não ser esse o momento, assim como ainda não está definida qual a legenda que ele representará.

Marta Helena

Marta Helena nunca se afastou da vida pública, mesmo sem exercer cargos políticos nesses últimos anos, Marta sempre se dedicou aos seus projetos sociais e assistenciais no município e é a atual presidente do PSDB no município. Também disputou as eleições em 2016 ao cargo de Prefeita, terminando a disputa em terceiro lugar com 9.947 votos. Em 2018 ela, também resolveu lançar a sua candidatura para o cargo de deputada Estadual, terminando com 12.960 votos. Marta além de conseguir consolidar seu eleitorado, vem se tornando também uma grande transferidora de votos, como aconteceu com o candidato apoiado por ela à câmara Federal, Adolfo Viana (PSDB), que recebeu no município, 2.487 votos.

Alguns grupos não acreditam na eleição ou na construção de um grupo onde Marta consiga disputar com força em 2020. Para alguns, hoje ela seria um excelente quadro para ao cargo de vice-prefeita e será muito cortejada até lá. Já para seus aliados, Marta vem fazendo um trabalho muito intenso para ocupar um vazio que ainda existe em todo o processo, continuando seu trabalho da comunidade ao projeto eleitoral.

João Bosco x Eujacio Dantas

Essa seja talvez uma das eleições mais difíceis para o eleitorado petista em Teixeira de Freitas. Isso porque existem duas situações que vão depender de grandes articuladores para não inflamar ou dividir militantes e apoiadores. De um lado está João Bosco, já experimentado na gestão municipal, quando venceu as eleições de 2012. Perdeu a reeleição em 2016 para o então prefeito, Temóteo Brito, terminando em segundo com 23.971 votos, mesmo assim sabe-se que João Bosco é um nome de peso na corrida eleitoral e pode surpreender. Porém dentro do próprio grupo existe uma desconfiança sobre as reais possibilidades de João Bosco disputar as eleições, já que teve as contas rejeitadas pela Câmara de Vereadores, que acompanhou o parecer do TCM.

Do outro lado está Eujácio Dantas, administrador de empresas e ex-secretário municipal de saúde no governo do PT e que deixou o cargo com uma forte aceitação das categorias de saúde. O mesmo vem construindo seu caminho em busca de um espaço real na disputa ao cargo de prefeito da cidade. Alguns apoiadores já vêm se movimentando para o transformar no principal nome, ligando a ala centro-esquerda, para a disputa do processo eleitoral. Para isso é preciso algumas definições, como por exemplo, se Eujacio irá permanecer no PT ou migrará para outra legenda. Outra dúvida do eleitorado é em relação ao apoio de João Bosco, caso esteja impossibilitado de disputar as eleições em 2020.

Marcelo Belitardo

Marcelo Belitardo talvez seja a grande novidade para 2020, por não ter exercido um cargo político e nem ter disputado eleições. Médico, e talvez essa será uma de suas principais bandeiras, já que trabalha também no serviço público e conhece de perto seus desafios, seu irmão atualmente ocupa uma vaga no legislativo e vem fazendo um bom mandato e uma oposição firme ao atual prefeito. Marcelo já atua com ação social em comunidades e igrejas levando conhecimento e auxílio em parceria com outros colegas de profissão. Filiado ao Democratas(DEM), recentemente teve um encontro com o presidente nacional da legenda e prefeito de Salvador, ACM Neto, onde enfatizou o desejo de candidatura em 2020,  com o apoio integral do partido.

O principal desafio segundo alguns analistas gira em torno da construção de um grupo, já que o processo está bastante pulverizado e ninguém ainda cogita recuo para apoiar outros nomes, o que só deve acontecer no primeiro semestre de 2020. Alguns acreditam na desistência, outros em sua permanência, como cabeça de chapa ou vice. Marcelo deixa claro que não seria com todos esses nomes que ele se sentiria à vontade para sentar e dialogar sobre unificação de grupos.

Lucas Bocão

Lucas está navegando em outros mares, depois de anos ligado à família Pinto, agora (o que acha de colocar é ancora da Eldorado FM) está à frente da principal programação da Eldorado FM, emissora da família Guimarães. Lucas agora está buscando um caminho independente, num cenário onde os mínimos erros serão pesados por formadores de opinião e eleitorado. Seu programa segue a mesma vertente de sua antiga casa, que tem como foco a assistência e o debate político. Não se sabe ao certo qual será a postura de Sérgio Guimarães diante desse processo eleitoral e qual será o seu peso, mas é fato que um novo grupo surgiu e com interesse na formação de um grupo forte que vem para brigar pela cadeira de Prefeito do município.

Diante desse movimento na comunicação local, ainda é difícil saber como irá agir uma das principais cabeças pensantes desse cenário, Uldurico Pinto. Enquanto isso, tem movimentos trabalhando para uma união entre Bocão e Caio Checon.

Agnaldo da Saúde

Agnaldo Barbosa, conhecido popularmente como Agnaldo da Saúde, hoje é um dos principais aliados do prefeito Temóteo Brito. Agnaldo vem de reeleição na câmara, foi presidente da casa nesses dois últimos anos. Agnaldo deixou o seu legado na casa, dando mais transparência com a instalação de painéis eletrônicos e transmissão de pregões presenciais na casa. Com uma visão ampliada, Agnaldo vem buscando se tornar uma alternativa para agora ou 2024. Através de alianças construídas durante o seu mandato e presidente da casa, conseguiu muitas emendas parlamentares que o projetou no cenário regional.

Seu principal impedimento seria a consolidação do nome do prefeito para a reeleição, mas também não descartando uma vice, na chapa do gestor ou aliança com um novo grupo. Em um suposto áudio de Agnaldo que circula nas redes sociais, ele diz estar dialogando com outras correntes e que inclusive conversou com Caio Checon. Caio nega a veracidade do conteúdo. Pessoas ligadas ao prefeito afirmam que ele não gostou do que ouviu.

Jonathan Molar

Paranaense, chegou em Teixeira para atuar como professor universitário. Percebendo o campo aberto, Jonathan logo se inseriu no cenário político, disputando as eleições em 2016 e se elegendo vereador pelo Solidariedade. Existem ainda uma indefinição sobre a condução da sua possível candidatura para o cargo de prefeito. São nítidas a sua evidência e destaque na câmara por se colocar como o principal nome da oposição ao governo Temóteo Brito. Jonathan Molar busca fazer sua corrida de maneira cautelosa, já que no momento ainda existem muitas peças soltas nesse quebra-cabeça.

Seus opositores acreditam numa desidratação de sua candidatura, já que Molar não tem um grupo político e ainda não se sabe para qual partido ele irá, já que o atual presidente do Solidariedade em Teixeira, Caio Checon, também é postulante ao cargo. Por outro lado, devido sua ascensão nas ultimas pesquisas e a busca por um nome que signifique a renovação política do município, Molar vem sendo cogitado como possível candidato de um grupo político empresarial, algumas figuras políticas apontam uma possível aproximação com o empresário Sérgio Guimarães. Empresários e possível apoiadores vem encomendando frequentemente pesquisas para sondar o momento político e a aceitação dos nomes que já são cogitados para o pleito.

Outros nomes ainda podem surgir nesse cenário, que pode modificar todas as estratégias montadas até aqui. Ainda é difícil saber quem será o protagonista em 2020.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.